Clamidiose em Calopsitas: Uma doença temida por todos

24/05/2011 09:07

Prezados leitores e amigos! Hoje, acatando aos pedidos das meninas que nos acompanham vou falar sobre Calopsitas! Trazendo mais uma vez a verdade de uma forma descontraída estaremos hoje no nosso artigo abordando um tema muito polêmico que é a doença chamada Clamidiose que afeta principalmente esses psitacídeos. Então, boa leitura.

A clamidiose é uma doença bacteriana que afeta todas as aves, porém muito mais os psitacídeos dentre eles a Calopsita seja pelo seu sistema de criação sem muito rigor sanitário ou pela a aglomeração de aves nos pseudocriadores.

Sinceramente é muito triste uma pessoa entrar chorando para atendimento de emergência e você ver que é uma calopsita já agonizando por clamidiose. Os sintomas de clamidiose são muitas vezes inespecíficos, como: perda de peso, perda de apetite, a ave fica encorujada, etc. Mas comecem a prestar a atenção em alguns deles como conjuntivite ou vermelhidão em um dos olhos e raramente nos dois; espirros com ou sem secreção e principalmente as fezes mais ´´aguadas´´.

Vamos a uma pequena aula sobre fezes e afins, ok. As fezes saem verdinhas ou marrons dependendo do que a ave come; você tem o branco que é a urina e sempre saem juntas. As fezes devem ser sempre sequinhas. Quando você possui uma água nestas fezes isso não é o xixi como muitos pensam é lesão intestinal que pode ser por coccidiose ou qualquer outro agente como a clamidia.

Então se as fezes de sua ave estão aguadas mesmo que ele esteja super bem e brincalhona esta é uma forte candidata a ter clamidiose. Mais de 80% das aves possuem a forma intestinal da doença com ou sem sinais clínicos. Os outros 20% é a forma ocular ou respiratória. Agora o mais interessante de tudo é que a doença é uma zoonose, ou seja, pode ser transmitida a nós.

A ave pode eliminar a bactéria no ambiente/fezes e você detecta no exame, porém não ter sintomas clínicos nenhum; por isso a melhor solução é o conhecimento. Toda calopsita e qualquer outro psitacídeo devem fazer o exame de clamidiose pelo menos 1x na vida desde que não tenha risco de contato direto ou indireto com aves suspeitas futuramente. Inclua no ´´check-up´´ do seu animal o exame para salmonelose que também pode ser transmitida a nós e um exame parasitológico de fezes, este último deve ser realizado todo ano.

A doença tem cura quando diagnosticado precocemente, porém o tratamento é longo e dura algo em torno de 60 dias além dos transtornos gerados a família toda. O tratamento envolve uso de antibióticos no bico ou na água, associado a alguns suplementos visando fortalecer e aumentar a imunidade. Infelizmente a criação de calopsitas hoje está disseminada e qualquer um pode criar dentro de casa sem o menor controle sanitário de nada e sem a menor responsabilidade.

As minhas dicas ao adquirirem uma ave é que observem as suas fezes, olhos e narinas, ok. De preferência pergunte ao seu veterinário um local confiável que realize os exames prévios. Realize quarentena dessa ave recém chegada. A Internet traz muitas informações sobre o assunto, mas a melhor opção é sempre uma consulta com seu veterinário especializado. Na próxima edição eu volto. Deixo o pensamento do dia: ´´ Não há satisfação maior do que aquela que sentimos quando proporcionamos alegria aos outros´´. Pense nisso e até a próxima!

Foto 1: Conjuntivite. As penas foram removidas ao redor.

 

Foto 2: Fezes aguadas. Observe o halo de água que o papel absorve.